segunda-feira, 26 de outubro de 2015

Aquela palavra

Sabe aquela palavra que eu não disse
sabe aquele sentimento grande e indiscriminável
é uma vil palavra que ilude e da esperanças
as vezes distancia
as vezes cria pontos
as vezes cria laços
e por fim as vezes acorrenta
muita vezes usada inadvertidamente
usada idiotamente ainda como desculpa
não a quero usar assim
não quero desperdiça-la em um erro
em uma noite de êxtase
quero guarda-la
quero carrega-la egoistamente comigo
e se um dia ela fugir de meus lábios
sabia que não foi por querer
foi porque ela foi mais forte
mais forte que meus quereres
mais forte que meus medos e receios
mais forte que a duvida
ou que o medo
e ela vira para você na forma de uma flecha
uma arma para lhe atravessar o peito
para te marcar para a vida inteira
ela será um precioso presente
com o poder te destruir a nós dois
até só sobrar o pó
e que brilhará mais que os sois na escuridão do universo
e queimara tudo
e fara tudo crescer