quinta-feira, 4 de julho de 2013

Meu desejo

Entenda de uma vez criatura
Quero o calor do teu sangue escorrendo por meu peito
Quero saborear a fibras de seu coração negro entre meu dentes
Quero sentir o frio tomando conta de seu corpo enquanto te abraço
Quero ver seus olhos arregalados fixo de pavor em mim
Quero suas unhas em desespero cravando em minha pele inutilmente
Quero consumir sua alma e marca-la por toda eternidade com a minha presença
Pois você é minha e tingirei meus lençóis com teu sangue
E Enfeitarei minha casa com teu ossos
E levarei no meu peito teu coração seco
Para sempre sua alma será marcada por mim
E para sempre tua lembrança me assombrará
E nunca mais me deixará sozinho.