sábado, 24 de novembro de 2012

Minha vitoria sim

Vitoria ..Sim
Cravar minhas mãos, minhas unhas dentro de seu peito
Conquistar, arrancar seu coração, meu premio
Meu direito conquistado
Sobre corpos trilhei meu caminho, agora eu quero!
Quero o que pertence, é meu direito
Minha conquista
Rasgarei teu peito, destruirei teu mundo
Enfrentarei teu exercito e teu deus
Mas você será minha!
Você me pertence, te conquistei
E paguei com a alma de cada infeliz
Com a alma de cada infeliz que entrou em meu caminho
Paguei o preço de sangue por ti duas vezes
O sangue daqueles que derrotei
O sangue de minhas feridas
Você é meu direito
A vitoria é minha.