quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Perdido

Onde esta o gosto do sangue
O sangue de meu inimigo espirra em meu rosto
Não há calor, não há frio
Um sangue sem gosto
Uma batalha sem emoção
Não ha gritos, não há expressão de terror
Bonecos a cair
Sem vida, sem expressão, sem o gosto da batalha
Será que me perdi no caminho da espada
A espada e o sangue me guiaram
Agora me afogo neles e todo o gosto e sentido se perderam
O que será que aconteceu que minha espada não canta mais
o que aconteceu que as Valquíria não descem
Porque não vejo mais as asas de meu anjo da morte sobre mim.