quarta-feira, 23 de junho de 2010

Bebado

Doces canções embaladas
Em doces e amargos jarros
De tão risonho gole
Doces peles macias adocicadas
Em leitos desconhecidos
Em noites agitas
Amargo acordar de repente
Desconhecer os lençóis
E os amores