terça-feira, 13 de abril de 2010

O ganhador

Como são belos meus campos
Sobre a colina verde e rubra
Sob a sombra do carvalho
Com a lamina e o esculdo
Anjos descem e beijam aqueles que se foram
Mas e aquele que foi derrotado e ainda vive?
vive porque venceu, mas perdeu
Pois não sobrou nada alem da colina e do sangue
Ele ve os anjos
Os anjos lhe sorriem
Abrem suas asas e adentram o céu
Ali ele continua
sob a sombra da arvore
Sobre a colina embebida de sangue
E aprecia o final de mais um dia
Pois é isso que ele ganhou
Apenas mais um dia para lutar