quarta-feira, 10 de fevereiro de 2010

Meu Coração

Maldita bruxa você conseguiu de novo
Novamente estou aqui
As dunas se movem ao meu redor
Minha espada ainda banhada de sangue
Meu corpo cheio de feridas
Mas você pediu meu coração e assim eu o te dei
Mas agora não sinto a gloria de meus massacres
Nem a loucura das batalhas
O cheiro do sangue se tornou algo comum
Não há medo ou lamina que me detenham
Mas também não sinto mais a gloria de minhas vitorias
Devolva-o e morra pela minha lamina
E deixa eu sentir a gloria de sua morte pelas minhas mãos