terça-feira, 23 de fevereiro de 2010

Amor

Me corpo cheio de marcas e ferias
Algumas ainda sangram
Tua pele lisa e tuas asas pura e branca
Teu vestido negro
Deite suas asas sobre meu corpo
e tua cabeça sobre meu colo
Tua perfeição em meu milhão de pecados
Mesmo assim você disse que me ama
Me beije e farei desse beijo minha arma
Tão afiada e poderosa lamina
Então beije-me e deixe-me proteje-le
Pois te amo e quero merecer novamente seu amor