segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Uma Rosa amada e seus Espinhos

Quem seria você, moça
De tão longe e ainda consegue me acertar
Tua precisa flecha em meu peito.
Uma rosa envolta em puros espinhos de veneno
É o que você tenta falar para mim,
Mas sinto teu doce perfume
E me perco em teus lábios
Te abraçarei!!!
Que teus espinhos me perfurem
Que tem veneno me definhe
Mas tua flecha já esta em meu coração
E é lá que ela ficará, o resto não importa.