quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Ainda Luto

Meus olhos não se fecham mais
Minha mão não larga mais a espada
A armadura já virou minha pele
E eles ainda vêm
Mas eu ainda tenho ar nos pulmões pra gritar
Eu ainda tenho o ódio e a raiva para cortá-los
Eu ainda tenho o peito pra estufar orgulho a cada infeliz esmagado
E eles ainda vêm
E eu ainda luto