terça-feira, 24 de novembro de 2009

Meus Caminhos

Sempre para e olho ao redor
sempre te vejo em cada escolhas
senão a sombra de tua lembrança.

Por que me persegue
por que não me deixa descansar
por que tua lembrança ainda arde em meu peito

Mas se não te vejo o vazio me consome
E os caminhos num fazem sentido
meu coração não bate