domingo, 18 de outubro de 2009

Meus Punho Me Bastam

Vem demônio, vem
Mostre suas garras que mostrarei minhas mão nuas
Mostra-me tuas asas, que mostrarei meu peito rasgado


Cuspa contra mim, o fogo do ódio e do rancor
Eu então repelirei com urros de puro orgulho
O que você lançar contra mim se partira perante meu ego


Minha alma ja não esta no meu corpo
MInha mente ja não esta aki tbm
Só restou a convicção de que vencerei.
E vou vencer